Portugal lançou no dia 22 de maio 2020 o COMPROMISSO “act4nature“. O compromisso está direcionado para as empresas e busca como resposta ações imediatas de responsabilidade quanto a preservação e recuperação da biodiversidade, considerando que somente podemos prosperar se considerarmos que a biodiversidade e todos os serviços que os eco-sistemas sustentam precisam ser respeitados, sob pena de comprometer nossa sobrevivência aqui na nossa casa comum “TERRA”.

“ Estudos científicos recentes alertam que o planeta está a perder biodiversidade a um ritmo sem precedentes, aproximando-se rapidamente de um ponto de não retorno. Nos últimos 50 anos, as populações de vertebrados selvagens declinaram 60% e os cientistas alertam para que a 6.ª extinção em massa da vida na Terra já começou.”

Onde nós humanos estamos dentro deste contexto?

Fomos os últimos a ocupar nossos espaços e postos aqui na nossa casa comum “TERRA”, mas chegamos arrasando!!!  Já chegamos ocupando o pódio ou o topo da cadeia evolutiva, nós humanos senhores únicos da racionalidade e de todas as decisões.

O grande filósofo Platão – a.C, considera que “somente os seres racionais conseguem viver uma vida plena, pois somente a racionalidade leva ao mundo das ideias, que é perfeito e imutável.”

Talvez Platão fizesse alguns questionamentos e considerações diferentes se estivesse hoje por aqui.

Todos os serviços que são oferecidos pelos ecossistemas, é que nos permite uma vida plena e saudável, portanto, consumir é uma grande responsabilidade de cada um de nós. Não dá para continuar considerando uma regra pautada nas benesses para poucos e no ônus para a muitos.

As regras insanas vêm sendo definidas por nós, O TOPO da cadeia evolutiva, aqueles seres que receberam o prêmio da RACIONALIDADE.

Na posição de senhores absolutos dos nossos desejos, esquecemos que um prêmio requer que façamos esforços, requer que assumamos posições de muita disciplina e ação em prol da manutenção da posição principal no pódio que faça sentido com o prêmio.

Por motivos óbvios, a biodiversidade é o que garante a nossa vida no planeta (Livro- Cidades e Soluções, PG 76), não se responsabilizar por isso é a mesma coisa que entregar a sua vida, o seu direito de ir e vir, o seu futuro, a própria sorte. É só atentarmos para o nosso momento atual de crise.

Acho que este é o ponto em que precisamos entender que tudo acontece dentro de uma lei muito simples “Ação e Reação”, física pura.

O que emanamos é o que recebemos de volta. Não existe possibilidade nenhuma de plantarmos Uvas e colhermos Mangas!

Todo o nosso comportamento no uso dos recursos naturais no nosso dia a dia, vem desenhando e corroborando com uma economia brutal que utiliza o mesmo Indicador desde o século passado para determinar o sucesso de um país, de uma região, de uma cidade. O século mudou, as demandas mudaram, as realidades mudaram, mas o sistema permanece.

Ainda não acordamos?? Quero crer que estamos em processo, mas o relógio já despertou.

De fato, a solução está em mim, está em você que está lendo este texto e em todos. Nós só precisamos olhar no espelho e dizer “ei, lava o rosto, veste seu melhor sorriso e faça do seu dia o dia mais feliz da vida”:

com respeito a todos e a tudo;

sendo luz para você e para todos que cruzarem seu caminho;

sendo amoroso com você e com todos;

usando somente a água que for estritamente necessária para lavar seu rosto lembrando que muita gente no mundo não possui o conforto de abrir uma torneira e receber água tratada (ONU 2019 – 1 em cada 3 pessoas no mundo não tem acesso a água potável);

fazendo escolhas de consumo lembrando com gratidão quantas pessoas estiveram presentes na produção daquilo que você está consumindo;

ah!! Não posso esquecer que não existe milagres e se um produto está muito barato, talvez seja importante antes de consumir procurar saber a procedência e o custo sócio – ambiental  que o processo produtivo gerou.  É sempre bom lembrar que para oferecer custo baixo, de forma geral, envolve desvios ambientais e principalmente sociais em que o custo é para todos e o bônus somente vai pra quem produziu erradamente;

não esquecer de refletir sobre a pegada ecológica, devo considerar alternativas menos poluentes para meus deslocamentos;

eu poderia enumerar centenas de ações, mas podemos resumir tudo com uma palavra “RESPEITO” é bom e todo mundo gosta, inclusive o Ambiente!

“Em um mundo menos mercantilista e pragmático, a preservação das espécies deveria ser um imperativo ético. Afinal, todas as espécies têm o mesmo direito à sobrevivência que a raça humana.” (encíclica Laudato Si – 2015, Papa Francisco).

Lembre -se, somos senhores das nossas escolhas (livre arbítrio), escolha ser a mudança que deseja para o mundo. Cuide da vida que te envolve, é a sua é a NOSSA casa “TERRA”.